Black Hat e White Hat SEO

Tempo de leitura: 7 minutos

Black Hat e White Hat SEO

É muito comum ouvir os termos Black Hat e White Hat SEO quando estamos falando de otimização de sites, não é?

Isso porque, um dos maiores fatores do ranqueamento de um site ou blog se dá a partir da obtenção de Backlinks, aonde é possível receber pontos de autoridade de um sites, ou seja, quando um site que tem influência na internet e cria um link apontando outro site.

As técnicas de Black Hat e White Hat SEO estão ligadas ao aperfeiçoamento do desempenho de um site ou blog nos mecanismos de buscas.

Porém, para ter mais eficiência e resultados duradouros, é preciso ter consciência do que o Google considera como certo e errado, o que também as vezes pode acarretar em penalidade do site, rebaixando de posicionamento e as vezes até ser removido do mecanismo de busca.

Resumidamente, White Hat, são os conjunto de boas práticas que os especialistas de SEO podem utilizar seguindo das diretrizes do Google, e Black Hat são técnicas que podem ou não gerar trafego e aumentar a autoridade do site, mas que não são bem vistas pelo Google, por se tratarem de técnicas má intencionadas ou uma ‘tentativa de burlar’ o mecanismo de busca.

Vou descrever os dois tipos começando pelo Black Hat (técnicas pelas quais você não deve seguir).

Se entendermos o que não devemos fazer primeiro, fica mais fácil de acertar.

 TÉCNICAS SEO BLACK HAT

Antes de tudo, gostaria de sugerir um vídeo muito engraçado que encontrei no Youtube.

Neste vídeo um personagem, relata a utilização destas técnicas e como elas influenciaram em seu futuro.

Talvez, se ainda não tenha nenhum conhecimento dobre SEO e Black Hat, pode ser que não seja tão engraçado, mas tenho certeza que depois de ler este conteúdo, voltar e assistir novamente fará total sentido.

Gostou?

Bom, eu quase tive um ataque cardíaco depois de ver este vídeo, mas vamos lá então as explicações.

Este nome vem dos filmes clássicos do cinema western americano, nos filmes de Bang Ban ou faroeste , aonde os heróis usavam chapéus brancos e os vilões chapéus pretos.

 O FUNCIONAMENTO DO GOOGLE

Precisamos primeiramente entender como o Google funciona para depois partir para o princípio da obtenção de links.

Resumidamente, o os motores de busca do Google indexam o conteúdo encontrado varrendo link a link na internet, e estes links podem ser internos  (links que direcionam uma página para o próprio site) ou externos (links que chegam até seu site a partir de algum outro site).

Ainda tem dúvida de como o Google funciona?

 Obtenção de links

Quanto mais links você tiver conectando seu site internamente e externamente será melhor para o Google entender que estes conteúdos são de relevância e encontrar as páginas de um site.

Porém, no caso de técnicas Black Hat estamos falando de links externos, que além de informarem ao Google que são links interessantes, como um processo de indicação, por exemplo: se eu adiciono algum link que direciona para um site externo, estou dizendo para o Google que indico aquele site e ele é relevante.

Concluindo, ter mais sites apontando para o seu site ou blog te da mais autoridade e melhora o posicionamento no Google certo?

Não, a questão é que duas coisas devem serem combinadas.

Quantidade e qualidade.

Para que esta ‘indicação’ seja benéfica para o seu site, é preciso que ela venha de um outro site que tenha um bom Page Rank (grande pontuação) e seja bem visível na internet, como por exemplo se recebermos um link do site da UOL.

Com certeza é um site com bastante notoriedade na internet e valerá muitos pontos para o site que está sendo otimizando.

Depois de entender o conceito do Google, fica fácil entender o conceito de Black Hat: conseguir links para um site aumentar a autoridade dele.

Sim, é isso mesmo que deve ser feito, mas da forma correta.

As técnicas de Black Hat visam ‘burlar ‘ ou melhor dizendo, manipular o algoritmo do Google para aparecerem como sites relevantes e bem posicionados em uma busca por uma determinada palavra chave.

O Google utiliza mais de 200 fatores de para o ranqueamento, e estas técnicas tendem a manipular estes fatores.

Por isso, é freqüente as mudanças e atualizações desses fatores pelo Google, pois ele sempre está otimizando seu algoritmo para trazer melhores respostas a uma pergunta realizada através do busca.

Diretrizes para webmasters

Há algumas diretrizes para webmasters explicadas pelo próprio Google para que possamos ajudar ele a encontrar e entender as páginas de um site, assim como ajudar os visitantes a usá-las.

Vou listar aqui alguns itens tirados do próprio site deles para citar como exemplos o que são práticas Black Hat e o que se deve evitar:

  • Gerar conteúdo automaticamente (por exemplos para textos que foram traduzidos pela ferramenta de tradução);
  • Não comprar e vender links (comprar ou vender um link para repassar autoridade da página);
  • Criar páginas com pouco conteúdo ou conteúdo que não seja original (por exemplo, conteúdo copiado ou gerado através de tradutores automáticos) ;
  • Redirecionamento que não tenham sido autorizados (por exemplo, exibir nos resultados de pesquisa uma informação, mas quando o usuário clica, vai para um link totalmente diferente);
  • Adicionar texto ou link oculto (textos que não aparecem para o usuário, por exemplo, quando a fonte é da mesma cor que o fundo da página, você não vê, mas o Google sabe que está lá);
  • Técnicas de cloacking, que significa mostra um texto para o usuário porém outro para o Google;
  • Utilizar Doorways, por exemplo, ter várias páginas ou domínios segmentados semelhantes por região que direcionam o usuário.;
  • Conteúdo copiado;
  • Adicionar palavras-chave irrelevantes ao conteúdo para gerar mais tráfego;
  • Criar páginas maliciosas, que contenham vírus e cavalos de Tróia, entre outros;
  • Abusar na utilização de rich snippets;

Estas são apenas algumas das ações que você não deve fazer, caso queira ver alista completa, consulte o Google.

FERRAMENTAS PARA DETECTAR TÉCNICAS BLACK HAT

Há algumas ferramentas no mercado que você pode utilizar para saber se um site está trabalhando com técnicas Black Hat:

  • Search engine SPAM detector: ajuda a analisar se há alguma técnica de Doorway, palavras-chaves, etc.
  • Copyscape: ajuda na verificação de páginas que tenham conteúdo duplicado;
  • Disavow links: ferramenta do Google para rejeitar backlinks negativos.

Você pode ver também uma lista completa das Ferramentas SEO para este e outros propositos.

Técnicas SEO White Hat

Agora que a gente já sabe o que não fazer, fica mais fácil fazer certo da primeira vez e sem correr riscos de ter um site penalizado pelo Google.

Quanto se é adepto as técnicas do White Hat, sabemos que os resultados podem demorar um pouco mais para aparecer, porém terá uma durabilidade muito maior.

Primeiramente, antes de iniciar um trabalho de LinkBuilding (ganho de Links), você precisa avaliar o mercado e definir uma estratégia para implantar e ganhar links de sites que tem autoridade.

O principal ponto, antes de começar este trabalho é ter um bom conteúdo e isso automaticamente levará as pessoas a falarem do site ou de uma marca, atraindo mais e mais usuários, além de também virarem visitantes assíduos .